PUBLICIDADE

Laços históricos unem Brasil e Japão

Para Ryosuke Kuwana, cônsul-geral do Brasil em São Paulo, laços históricos e humanos valiosos unem Brasil e Japão

Cônsul-Geral do Japão em São Paulo desde agosto de 2020, Ryosuke Kuwana tem longa carreira na diplomacia. Após ingressar no Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão, cumpriu um estágio de língua espanhola na Espanha, e serviu nas representações diplomáticas na Bolívia, nos Estados Unidos, no Chile, em Genebra, tendo sido no México seu último posto. 

Ele se diz honrado com o cargo e conta que ficou impressionado com as inúmeras contribuições dos imigrantes japoneses e seus descendentes ao Brasil. Confira a entrevista.

Laços históricos unem Brasil e Japão
Ryosuke Kuwana, Consul-Geral do Japão em São Paulo

Qual é a sua impressão sobre o Brasil?

Mesmo antes de vir trabalhar no Brasil, sabia que este era um país muito grande, uma potência em recursos, meio ambiente e diversidade cultural, mas confesso que me surpreendi. Residir no Brasil me fez perceber que o país é muito maior, rico e diverso do que pensava.


O que mais o surpreendeu por aqui?

Com certeza, o acolhimento do povo brasileiro, a riqueza multicultural e a forte presença da comunidade nipo-brasileira. Mesmo sabendo que o país tinha a maior comunidade japonesa fora do Japão, me impressionam as inúmeras contribuições dos imigrantes japoneses e seus descendentes ao Brasil: como seu importante papel no desenvolvimento agrícola nacional, no aumento da diversidade hortícola e frutícola, o grande número de festivais culturais e o sucesso da culinária japonesa, a forte presença das artes marciais e a transmissão de valores, entre muitas outras.

Qual é o intercâmbio mais relevante entre Brasil e Japão?

Nosso intercâmbio é muito relevante em todos os seus aspectos. Temos um laço histórico e humano valioso, baseado na comunidade nikkei, e desenvolvemos há décadas um importante intercâmbio comercial, agrícola e de investimentos. Temos economias muito grandes e complementares – o Japão necessita de muitos recursos naturais e alimentares abundantes no Brasil, e pode oferecer tecnologia de ponta e capital necessários para o desenvolvimento brasileiro. Também compartilhamos valores universais – como democracia, direitos humanos e estado de direito – e temos um forte compromisso com a garantia da paz. Tenho convicção de que nossa parceria é capaz de impulsionar não só o desenvolvimento de nossos países, mas é crucial para fazer do mundo um lugar melhor, sobretudo quando observamos o que está acontecendo em outras regiões do globo.


Ainda há muitos brasileiros trabalhando no Japão?

Segundo as estatísticas mais recentes, coletadas em 2021, mais de 200 mil brasileiros moram no Japão – sendo a quinta maior comunidade de estrangeiros residentes no Japão.


A grande população de descendentes japoneses em São Paulo dá à cidade uma importância para o governo do Japão?

Com certeza! São Paulo é a capital da comunidade nikkei no mundo! Cerca de 2,3 milhões de nikkeis vivem na América Latina, sendo o Brasil lar de aproximadamente 2 milhões – 60% vivendo no estado de São Paulo. A importância da cidade pode ser comprovada pela forte presença da cultura japonesa, do grande número de empresas operando aqui e das diversas parcerias do governo japonês com entidades locais.


O que mais gosta de fazer em São Paulo?

São Paulo é uma cidade cosmopolita onde me sinto muito confortável. Além de reunir um pouco de cada região do Brasil, tem uma grande presença de povos e culturas do mundo todo convivendo harmoniosamente – o que é fantástico. Isso torna a cidade um ótimo lugar para desfrutar de eventos culturais e gastronômicos. Assim como abriga a Japan House São Paulo, há inúmeros centros culturais e museus fascinantes que visito sempre que possível. Também gosto muito de desfrutar da culinária brasileira, como churrasco, feijoada, a diversidade de frutas; da ótima culinária japonesa, seja a mais tradicional ou de inspirações locais; e da excelente cozinha internacional.


Por favor, fale um pouco sobre o trabalho do Consulado: a procura mensal por vistos, se aumentou ou diminuiu antes e após a pandemia, seus projetos.

As solicitações de vistos, que estavam restritas devido à COVID-19, foram liberadas no segundo semestre de 2022 e já estão alcançando os níveis pré-pandemia. O Japão está aberto aos brasileiros e espero que muitos possam conhecer as belezas e atrações de nosso país. Quanto aos projetos, continuaremos nos dedicando a fortalecer os distintos laços existentes entre Japão e Brasil – e estamos trabalhando diariamente para isso. Em reunião recente com o governador Tarcísio de Freitas, pudemos conversar sobre vários projetos e espero que ele possa visitar o Japão no futuro próximo. Além disso, continuarei com o meu compromisso de promover a cultura, a gastronomia e o turismo no Japão, participando também de diversos eventos na capital e no interior. Essa é a minha missão e me esforçarei para cumpri-la da melhor forma possível!

compartilhe

PUBLICIDADE

Você pode gostar

Pura elegância

Com base nos cadernos de receitas e diários de jantares de Ema Klabin, Janka Babenco reuniu receitas que apresentam a culinária praticada em São Paulo dos anos 1950 ao final dos anos 1970.

continuar lendo...
O Japão é aqui - Jornal aQuadra

O Japão é aqui

São Paulo abriga a maior comunidade japonesa fora do Japão – mais de 1,5 milhão de japoneses e seus descendentes.
Desde que os primeiros deles pisaram em solo brasileiro em 1908, São Paulo foi ganhando cada vez mais influência dessa cultura milenar admirável.

continuar lendo...

Assine nossa newsletter!

Receba avisos sobre novos artigos e novas edições do jornal.