PUBLICIDADE

Bienal São Paulo 2023

A segunda Bienal mais antiga do mundo já está de portas abertas, com 121 participantes, a Bienal traz à tona novas perspectivas sobre o mundo

por Helena Montanarini

Claudia Liz e Helena Montanarini

A segunda Bienal mais antiga do mundo já está de portas abertas. Com 121 participantes, a Bienal traz à tona novas perspectivas sobre o mundo a partir das urgências dos tempos atuais, a partir da temática: Coreografias do Impossível.

A convite do Iguatemi, nossa editora-chefe Helena Montanarini visitou o espaço e ficou impactada com o que disse ser “Uma edição que ficará marcada nacional e internacionalmente, pela valorização da potência e da beleza ancestral”.

A respeito desta primeira Bienal de São Paulo pós-Covid, José Olympio da Veiga Pereira, presidente da Fundação Bienal de São Paulo, complementa: 

“É com convicção que afirmo que uma Bienal com características tão marcantes e desafiadoras nos dá a oportunidade de alcançar outros patamares de percepção do mundo. Encontramo-nos em um momento verdadeiramente singular. O mundo atual clama por soluções para questões urgentes, e a capacidade da arte em nos estimular a encontrar algumas dessas respostas é notável, como demonstra a 35ª Bienal de São Paulo.”

A exposição apresenta aproximadamente 1.100 obras de arte de diferentes linguagens, que se espalham pelos 30 mil metros quadrados do Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera, até o dia 10 de dezembro.

#bienal #bienalsp #35bienal #jornal #leitura #evento #sp #saopaulo #ojornalqueamasp #Cultura #arte

 

@iguatemi
@jkiguatemi
@claudializoficial
@vivifsimoes

 

compartilhe

compartilhe

PUBLICIDADE

Você pode gostar

Culinária integrada

Inaugurado recentemente em São Paulo, o Dois Trópicos é um lugar que integra gastronomia, prática de ioga e botânica, onde as pessoas podem dedicar um tempo para cuidarem de si mesmas.

continuar lendo...

Assine nossa newsletter!

Receba avisos sobre novos artigos e novas edições do jornal.