PUBLICIDADE

A magia da Patagônia

O chamado Fim do Mundo fica no extremo sul do Chile, mais especificamente na Terra do Fogo, na Patagônia chilena, onde a potência da natureza impressiona.

por Paula Nazarian

Talvez por eu ser intensa e gostar de tudo muito, eu tenha me encontrado na Patagônia. Lá, é tudo muito. As lagoas são muito azuis, as montanhas são muito dramáticas, as florestas são muito verdes, as geleiras são muito magníficas e a estepe patagônica é muito estonteante. Os animais locais, como o guanaco, o condor, o puma, os pinguins e o nandu, são muito abundantes. As caminhadas mais bonitas são muito longas e têm muitas subidas.

O vento é muito forte, o sol é muito quente e o frio é muito gelado. E a recompensa para tudo isso é muito boa: as melhores truchas e empanadas, os vinhos mais deliciosos e as pessoas mais queridas. Acho que pelas condições serem tão extremas, as pessoas desenvolvem uma leveza e capacidade de rir para a vida que é só delas.

A Patagônia é um prato cheio para os que gostam de viver intensamente, sempre em busca de novos desafios e adrenalina; mas arrisco dizer que é um destino para todos. Hoje, do alto da minha intensidade, digo que a Patagônia é o lugar mais mágico que já conheci.

Santiago

É bem provável que a sua viagem para a Patagônia comece ou termine em Santiago ou Buenos Aires. Se for o caso de você passar pela capital chilena, minhas recomendações gastronômicas: 

Restaurante Miraolas: marisqueira tradicional, é ótima oportunidade para provar diversas iguarias da costa chilena, como as Ostras de Chiloé, os “Locos” (abalone) e as “Pinzas de jaíba” (patas de caranguejo). miraolas.cl

Boragó: imperam a criatividade e ingredientes inusitados, resultado de pesquisas que percorrem o Chile do norte ao sul. O menu degustação do restaurante mais premiado do Chile é composto por 15 pratos substanciosos que podem ser acompanhados por diferentes vinhos chilenos. 

Factoria Franklin: Franklin é um bairro afastado do Centro, que nos últimos anos entrou na rota dos descolados. A Factoria Franklin leva esse nome pois onde hoje funcionam estandes de vermute, café, chocolate, diversos produtos chilenos e uma fermentaria, funcionava antigamente um laboratório. @factoria_franklin

Passeios
Torres del Paine: foi, junto com El Chaltén, a minha parte favorita da viagem. Primeiro, porque a beleza do Parque Nacional Torres del Paine, declarado Reserva Mundial da Biosfera pela Unesco em 1978, é algo que jamais vi.
Segundo, porque o hotel onde ficamos é provavelmente o mais incrível em que já me hospedei. Cada pessoa tem a sua definição de “luxo” e, para mim, o Tierra Patagonia é a definição perfeita do termo. É sustentável, local e amigável, sem ser pretensioso. É o ápice da atenção ao detalhe e do cuidado, que vem em forma de lanches inesperados na trilha e guias sensíveis e atenciosos, que se desdobram para acomodar a todos. https://tierrahotels.com/patagonia/pt/

Trilhas: as minhas favoritas foram a Base Torres e o Mirador Francês. Ambas têm no total 21km e bastante subida. Fiz também a trilha até o Mirador Condor, que é curta, fácil e oferece lindas vistas.

El Calafate: achei a cidade de El Calafate um pouco turística demais, mas vale passar por ela para conhecer o Perito Moreno, a terceira maior geleira do mundo. Você pode visitá-la de barco, caiaque ou trekking. Eu fiz um passeio chamado Big Ice, no qual você coloca grampos nos pés e passeia por mais de três horas em cima da geleira, depois de pegar um barco e fazer uma trilha dentro da floresta. Achei a experiência de caminhar sobre o gelo bem incrível.

Naza.global
@nazawithaz

Hotel Nayara Atacama

Construído em um oásis no deserto de Atacama, no norte do Chile, o hotel Nayara Atacama está situado em um vale tranquilo ao lado de Pucarà de Quitor, a 3 km de San Pedro de Atacama, e é um refúgio exclusivo que combina o luxo e o ambiente natural do Atacama.

Sua construção abraça o habitat e mistura-se discretamente com a paisagem que o cerca. São 42 quartos confortáveis, todos com vista panorâmica do vale, que te convidam a esquecer o mundo e a contemplar a beleza desse lugar tão lindo.

Há mais de 40 passeios diferentes no meio do deserto, entre os principais: Astronômico, visita aos gêiseres e passeio de bicicleta na garganta do diabo. Imperdível.

@nayaraaltoatacama
Por Melissa Fernandes

Localizado nos arredores da cidade de Puerto Natales, no sul
do Chile, o THE SINGULAR PATAGONIA, hotel cinco estrelas
membro da The Leading Hotels of the World, ocupa a construção
do início do século 20 do antigo Frigorifico Bories, declarada
Monumento Nacional em 1996.
Os edifícios foram reaproveitados mantendo as estruturas
e incorporando um museu no lobby para exibir artefatos e equipamentos originais. Com vista para o fiorde Última Esperança e a Cordilheira dos Andes, os amplos quartos são perfeitos para relaxar depois de um dia de aventuras.

No restaurante, o premiado chef Laurent Pasqualetto valoriza os produtos cultivados localmente. Há uma lista de excursões guiadas que inclui o Parque Nacional Torres Del Paine e um spa com amplas janelas com vista para o fiorde, as montanhas cobertas de neve e a paisagem acidentada da Patagônia. Não tem como não relaxar!

https://www.lhw.com
@theleadinghotelsoftheworld

compartilhe

compartilhe

PUBLICIDADE

Você pode gostar

Editorial jornal aQuadra edição 27

Editorial aQuadra 27

Neste momento em que a volta ao mundo presencial parece mais acelerada do que podíamos imaginar, com tantos eventos e compromissos, percebo que o resgate das relações é o que recuperamos de mais importante.

continuar lendo...

“Bom-dia, vizinho”

E achei genial ser impresso, porque dá para pegar e exibir que você está lendo aQuadra na praça. Essa visibilidade pública cria identificação, aproxima as pessoas e, mesmo que você não vá puxar conversa

continuar lendo...

Assine nossa newsletter!

Receba avisos sobre novos artigos e novas edições do jornal.