PUBLICIDADE

A cidade e seu passado

As antigas construções de São Paulo ajudam a contar a sua história, resgatando aspectos culturais, influências da época em que foram criadas e, muitas vezes, tornando-se referência na cidade .

São Paulo tem muitos prédios incríveis preservados. Ao circular por essa cidade imensa, vez ou outra damos de cara com um edifício guardado na memória, que aflora a nossa sensação de pertencimento a essa metrópole, ainda que o espaço ao seu redor esteja bem diferente.

Quando esses edifícios, desgastados pelo tempo, voltam para a população, renovados, recompondo a história da cidade e preservando seu patrimônio, é como um presente. O Museu do Ipiranga é um bom exemplo. Construído entre 1885 e 1890 e inaugurado em 1895, foi fechado em 2013 para reforma. Todo o edifício e seu acervo passaram por restauração e modernização, e uma nova área de 6.800 m2 foi construída para abrigar a nova entrada, auditório, loja, café e sala de exposições temporárias. O Jardim Francês, localizado em frente ao edifício, também restaurado, contará com restaurante, espaço para food bikes e duas fontes do projeto original, demolidas em 1972. Integrado ao Parque da Independência, o Museu do Ipiranga será reinaugurado em 7 de setembro, para celebrar o bicentenário da Independência.

O Instituto Biológico, por sua vez, vai comemorar seu 95º aniversário com o restauro de seu imponente prédio, símbolo da Art Déco na cidade. Projetado pelo arquiteto Mário Whately na década de 1920, o prédio foi inaugurado em meados de 1940 e é considerado um dos exemplares mais importantes da primeira modernidade na arquitetura paulistana. “Essa é uma luta antiga. Em reunião com o governador e o vice, falei da demanda da comunidade, principalmente por neste ano o Instituto Biológico comemorar 95 anos. Eles foram sensíveis e agora temos recurso para começar essa obra”, comemorou Denise Delfim, presidente da Associação da Vila Mariana.

Prédios restaurados em São Paulo

Passado de São Paulo - Edifício Martinelli
Edifício Martinelli

Edifício Martinelli
Rua São Bento, 405
Inaugurado em 1929, era o prédio mais alto da América Latina, com 105 metros. Foi restaurado em 1979.

Passado de São Paulo - Palácio da Justiça
Palácio da Justiça

Palácio da Justiça
Praça Clóvis Beviláqua, s/n
Obra do escritório de Ramos de Azevedo, sua construção teve início em 1920 e as atividades no prédio, em 1927. Foi restaurado em 2016.

Passado de São Paulo - Edifício Guinle
Edifício Guinle

Edifício Guinle
Rua Direita, 49
Construído em 1912 em estilo Art Nouveau, é considerado o primeiro arranha-céu da cidade. Foi restaurado em 2011.

Passado de São Paulo - Casa Ramos de Azevedo
Residência do Ramos de Azevedo

Residência do Ramos de Azevedo
Rua Pirapitingui, 111
Entre 1998 e 2010, a Global Editora restaurou o casarão que serviu como residência do arquiteto Francisco Ramos de Azevedo entre 1891 e 1928.

compartilhe

PUBLICIDADE

Você pode gostar

Helena Montanarini - Editorial ed.32 Jornal aQuadra

No novo tempo – Editorial aQuadra #32

O mundo realmente mudou. E, como você, estamos tentando entender esse novo mundo. Tudo o que é novo assusta à primeira vista,
mas vai entrando no nosso cotidiano e, quando percebemos, não vivemos mais sem. Foi assim com o celular e com a internet.

continuar lendo...

Assine nossa newsletter!

Receba avisos sobre novos artigos e novas edições do jornal.